Trajetória :: Livros :: Galerias :: Fotos :: Poemas :: Crônicas :: Pensamentos :: Links :: Contato

 

AMOR BANDIDO

Nossos momentos contados, roubados
E você se vai...
Coloca o mesmo perfume
E sem compromisso
Outros lábios vai beijar
E seu roupão, jogado ao chão
Vai repousar...

Ficarei ao seu lado por ocasião
Sem ninguém notar
Sou prisioneira de teu amor
E sem ele não posso ficar...

Eu sei, não há nenhuma promessa
Outros lábios, também posso beijar
Em outros braços esquecer do amor
Por quem eu vivo a esperar

Mas são nos nossos pequenos momentos
Que me perco no sonho
O encanto paira no ar
Amor bandido, amor bandido, por quem eu vivo a esperar
Só em teus braços
Eu sei amar

O amargor de outras bocas
Nem quero lembrar
O toque grosseiro de outras mãos
Me faz enxergar
Não adianta...
Tenho apenas migalhas
Mas é com você
Que vivo a sonhar

Amor bandido, amor bandido
Por quem eu vivo a esperar
Amor bandido
Sempre migalhas de você
Pacientemente a cada dia
Vou esperar
Amor, bandido!
Para sempre vou te amar

Margot Carvalho