Trajetória :: Livros :: Galerias :: Fotos :: Poemas :: Crônicas :: Pensamentos :: Links :: Contato

 

Fome de amor

Fome de amor
Amor que enlouquece
Encontra o rechaço
No caminho do teu corpo
Por idas e vindas
Em cada parte da alma
O meu corpo padece

Fome de amor
Em noites, sanidade e loucura
Por fontes inesgotáveis
No meu peito explode o fogo voraz
Na vontade de te amar

Fome de amar
Sinto frio...
O meu corpo ao abandono
E na loucura, os teus beijos aceitar
Sabor inconcebível
Poder te encontrar

Entre o amor e a desventura
A eterna loucura
Que vive na ilusão
De teu amor aceitar

E o amor escravo, inaceitável
Vive entre a utopia e a loucura
Armadilha da alma pequena
Do não querer, agonizar

Margot Carvalho