Trajetória :: Livros :: Galerias :: Fotos :: Poemas :: Crônicas :: Pensamentos :: Links :: Contato
UTOPIA

Meus pensamentos confusos
Se confundem no tempo perdido
Querendo colocá-los em ordem
A desordem se mistura no tempo

Chego a conclusão da memória
Sincronizada aos movimentos do tempo
Não adianta querer voltar ao passado
Onde tantas coisas
Se dispersaram ao vento

Pensei...
Construir um espaço só meu
Onde nada me perturbaria
Nem a dor nunca me alcançaria

Hoje vejo que viver tem que ser utopia
Felicidade palavra corriqueira
Abstrata
Sem corpo
Cheia de fantasia

Margot Carvalho