Trajetória :: Livros :: Galerias :: Fotos :: Poemas :: Crônicas :: Pensamentos :: Links :: Contato

 

LUXO DO LIXO


Luxo
do
lixo
Abutres livres atacam
ferozes,

Banquete...


E bocas famintas, com ferocidade
Nas pernas frenéticas, farrapos em fúria louca...
Tropeçam e
se fartam

A fome saciada no luxo
do
lixo
fértil


No bagaço da boca
da
Elite
abastada...

Abutres, libertam-se da fome

E a fera ferida
se humilha
Bônus abastado
O bagaço da ferida

Fera ferida, desprezo
no
luxo
do
lixo

Margot Carvalho