Trajetória :: Livros :: Galerias :: Fotos :: Poemas :: Crônicas :: Pensamentos :: Links :: Contato

 

A década das transformações

A ascensão de novas potências, nos últimos 10 anos, principalmente a China, e também o Brasil, que viveu várias transformações entre os dois governos Fernando Henrique Cardoso e Lula, fez com que começássemos a ocupar um lugar de destaque no mundo.

A crise econômica que afetou a todos, com início no 11 de setembro de 2001, foi muito além do terror implantado por Osama Bin Laden: foi o marco inicial da maior crise financeira de todos os tempos, pois não só atingiu a “grande potência” como também se alastrou por todo o planeta.

O Brasil, outrora olhado com desprezo, começa a despertar para o futuro. Agora, respeitado, ocupando uma posição jamais prevista por nós, o Brasil passou de devedor a credor internacional.

Saibamos aproveitar as oportunidades, não com bolsa-família, mas com investimentos em educação, na saúde, na diminuição da desigualdade social e da violência, no aumento da taxa de empregos, pois são fatores que realmente levam o ser humano a confiar em si mesmo, a se sentir, de fato, um cidadão.

Pais analfabetos não podem passar estímulo intelectual aos filhos. Ausentes, pioram ainda mais a realidade deles que, pelas ruas, aprendem o que há de pior. Muitas crianças estão em profunda desvantagem. Esmolas nada acrescentarão para aumentar a autoestima dos que estão na linha da pobreza. Somente a educação ampla e irrestrita, a partir do nascimento, pode reverter a cara dum país tido como emergente, mascarado em números que servem como estatística mentirosa.

Formar jovens menos violentos, não apenas pobres como também os filhos de pais ricos, que os abandonam nas mãos de babás e, mais tarde, em escolas, como se elas tivessem o dever de moldar o caráter, a personalidade, pois acham que esse é o papel da escola e não o deles.

A omissão quase que completa vem criando verdadeiros monstrinhos dentro da sociedade.

Uma nova década se inicia. Muitos sonhos de realizações, mas nada vai mudar se não houver mudança interior em cada um de nós. Apenas haverá a contagem de um ano que se inicia, igualzinho ao que se vai.

Faça uma avaliação de seus projetos e atitudes. Se 2009 não foi considerado bom e se algo que você planejou não deu certo, saiba tirar proveito do que lhe pareça errado. Nada é por acaso. Viva cada segundo, saiba aproveitar o tempo precioso, não o desperdice com pensamentos que só lhe trarão problemas.

Lembre-se de que seu tempo é um diamante! Precisa ser lapidado constantemente para manter seu intenso brilho: você!

Margot Carvalho